E-Mail 'Nu na banheira, encarando o abismo – por Lars Iyer'

Enviar cópiar por e-mail de: 'Nu na banheira, encarando o abismo – por Lars Iyer'

* Required Field






Separate multiple entries with a comma. Maximum 5 entries.



Separate multiple entries with a comma. Maximum 5 entries.


E-Mail Image Verification

Loading ... Loading ...

2 respostas para Nu na banheira, encarando o abismo – por Lars Iyer

  1. Carlos disse:

    Nao li toda a traducao, mas traduziram mal “WHAT TO WRITE AT THE WAKE” por “O QUE ESCREVER NO DESPERTAR”. Na verdade este wake significa velório o que faz mais sentido porque aqui se fala da morte da literatura.

  2. rdt disse:

    Proponho um novo título para o texto: “Ruptura literária vista através de lentes apocalípticas”. É isso o que o autor faz. Se ele parasse de “encarar o abismo”, veria que se trata apenas de uma fenda sobre a qual deveria pular.

    Na minha experiência, um cinismo gigantesco como o do autor significa uma coisa: narcisismo frustrado. É clássico: um narcisista toma uma porrada da vida e, em vez de ver o problema em si próprio, ataca o establishment. Duvido que ele continue a ter o mesmo ponto de vista em um ano.